Cerca de 85% de um pé de grama é constituído de água. Por aí, já dá para ver como é importante não facilitar nas regas. Alguém já disse que a água é tão importante para o gramado, que pode até ser considerada seu fertilizante mais barato. Exageros à parte, a água é, realmente, uma das necessidades básicas para o crescimento da grama. E a razão é muito simples: 85% de um pé de grama é constituído de água.

Conforme o clima da região e a espécie de grama natural, a irrigação deve ser feita com maior ou menor frequência. Considere intervalos mínimos de 15 dias no verão e até no máximo 60 dias no inverno.

Confira as dicas de irrigação do gramado:

o solo deve ser irrigado antes que fique completamente seco
se a grama enrolar as folhas, está na hora de regar
se, ao caminhar sobre o gramado pela manhã, as marcas do seu andar deixarem pegadas, é sinal de falta de água
o melhor momento para irrigar é pela manhã
em dias muito quente, uma irrigação à tarde e à noite é também benéfica
em gramados recém plantados, uma leve irrigação deveria ser feita nas horas mais quentes do dia
o excesso de água também poderá ser prejudicial. Nos meses frios, diminua a intensidade e a frequência da regas
não esqueça que às mangueiras de jardim podem ser acoplados aspersores, que possibilitam uma irrigação mais uniforme e menos trabalhosa